JHP2

Governo Lula desembolsou R$ 1 bilhão para o Congresso em duas semanas

Por Daniel Alves em 25/05/2023 às 07:44:55


Pagamentos para o Congresso vieram em duas modalidades: emendas parlamentares e "restos" do orçamento secreto de Jair Bolsonaro

Pressionado pela votação do arcabouço fiscal na Câmara dos Deputados e pela proximidade da apreciação da MP da Esplanada, o governo federal pagou por volta de R$ 1 bilhão a deputados e senadores em menos de duas semanas.

Os pagamentos foram feitos de duas formas. Primeiro, nos restos a pagar do RP9, o orçamento secreto do governo Jair Bolsonaro. O valor desembolsado este ano saltou de R$ 666 milhões em 11 de maio para R$ 949 milhões em 24 de maio, ou seja, R$ 283 milhões a mais.

Em segundo lugar, em emendas parlamentares para as bases eleitorais de senadores e deputados, o valor pago aumentou de R$ 3,9 bilhões, na mesma data, para R$ 4,63 bilhões, um acréscimo de R$ 730 milhões.

Ao todo, o saldo quitado pelo Executivo nos últimos 13 dias para agradar congressistas é de cerca de R$ 1 bilhão.

Os valores são fatias muito pequenas dos totais a pagar em cada uma dessas modalidades, mas mostram que o governo est√° se movimentando para agradar o Congresso e ganhar poder de barganha nas votações.

Como mostrou a coluna, porém, h√° uma conta que ainda est√° zerada: o da verba de investimento dos ministérios, o RP9 que foi "convertido" em RP2, saindo do controle do Congresso para as mãos dos ministros de Lula.

H√° R$ 9,6 bilhões disponíveis nessas ações orçament√°rias em 2023, mas o governo ainda não encontrou uma solução jurídica e técnica para fazer os pagamentos, mesmo pressionado pelo Legislativo.

Comunicar erro
cosmetic shop

Coment√°rios

JHP