JHP2

Garota de programa mata rival com pedaço de garrafa após ser atingida por lata de cerveja em bar

Por Daniel Alves em 27/11/2023 às 05:50:44

Discussão e morte dentro de bar


Suspeita passou por audi√™ncia de custódia e teve prisão em flagrante convertida em preventiva. Segundo a PM, as duas tinham um histórico de desavenças e antecedentes criminais.

A Polícia Militar prendeu uma jovem, de 28 anos, suspeita de usar uma garrafa de cerveja quebrada para matar Jéssica Rodrigues, de 30, durante uma briga de bar em Acreúna, no sudoeste goiano. O momento da agressão foi registrado por câmeras de segurança. Segundo a polícia, as duas mulheres eram garotas de programa e tinham discussões frequentes.

A reportagem entrou em contato com a defesa da suspeita, por meio de mensagem enviada às 21h10 de domingo (26), mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem. Segundo informações da Justiça, a jovem passou por audi√™ncia de custódia e teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva.

O crime aconteceu por volta de 5h40 de s√°bado (25), em um bar de Acreúna. Um vídeo mostra o momento em que a suspeita faz um gesto, parecendo chamar a vítima para a briga. Durante a discussão, Jéssica joga uma lata de cerveja no rosto da rival.

Segundo depois disso, as duas mulheres começam a brigar e a suspeita cai no chão. Um homem se aproxima para ajud√°-la a se levantar. É quando ela tira a garrafa que estava presa à cintura dele e vai atr√°s de Jéssica e a golpeia no pescoço com a garrafa quebrada. O vídeo mostra quando a vítima cai no chão.

Pessoas que presenciaram a confusão prestaram os primeiros socorros à Jéssica. Segundo a polícia, a mulher chegou a ser levada para o hospital municipal, mas não resistiu a gravidade do ferimento e morreu.

A PM foi chamada no local e prendeu a suspeita em flagrante. Os policiais afirmam que ela confessou o crime. "A discussão j√° vinha de outro local", resumiu o comandante Ferraz.

Brigas antigas

Segundo a PM, as duas mulheres tinham um histórico de desavenças. Os motivos, no entanto, são desconhecidos.

Os policiais também relataram que ambas possuem antecedentes criminais. A suspeita j√° havia sido presa por ameaça e desacato. Enquanto a vítima tinha passagens por uso, tr√°fico de drogas e homicídio.

Inclusive, segundo a PM, havia um mandado de prisão em aberto contra Jéssica em função do homicídio. A ordem foi expedida pelo município de Montividiu.

Comunicar erro
cosmetic shop

Coment√°rios

JHP