JHP2

Estelionatário do 'amor' é preso após ser atraído para armadilha articulada pela própria vítima

Por Daniel Alves em 01/04/2024 às 05:52:13

Caio Henrique Comossato, em foto na frente do espelho.

Caio Henrique Comossato, acusado de aplicar golpes financeiros em mulheres, j√° tinha sido tema de reportagem na TV em 2023, e é investigado em pelo menos 11 casos.

Um conquistador de aplicativo est√° na cadeia por causa de um contragolpe das ex-namoradas. Caio Henrique Comossato, acusado de aplicar golpes financeiros em mulheres, j√° tinha sido tema de reportagem no Fant√°stico em 2023, e é investigado em pelo menos 11 casos.

Caio foi preso pela polícia após ser atraído por Tayara Banharo, uma de suas vítimas antigas, para uma armadilha.

Todas as vítimas conheceram Caio em aplicativos de encontros. Elas se convenciam, no começo, de que ele era um homem sensível, que fazia de tudo para tentar impressionar.

"Fiquei uma semana internada direto no semi-intensivo. E eu falando com ele, ele simplesmente aparece. Um dia aparece no hospital para me visitar. Fiquei até meio assim. (...) Ele me beijou no hospital", explicou Tayara Banharo, uma das vítimas.

Ele dizia ser ator de novelas, compositor de músicas famosas, dono de imóveis, um homem rico e bem relacionado, mas com problemas financeiros.

Segundo os investigadores, Caio montava cen√°rios para sensibilizar as mulheres e pedir dinheiro emprestado, com a promessa de pagar quando os problemas financeiros dele fossem resolvidos, e fez isso muitas vezes.

Tayara diz que no dia do primeiro encontro fora do hospital, ele j√° pediu dinheiro. Ela começou a suspeitar e iniciou uma investigação na internet todas as informações sobre ele.

Ela conseguiu recuperar o dinheiro emprestado após ameaçar de expor o estelionat√°rio. "Eu me dei satisfeita de ter recuperado o dinheiro, mas eu estava muito mal. (...) Mas quando vi a matéria na TV, eu entrei em choque", explicou.

A reportagem saiu em julho de 2023, um m√™s depois dele ter devolvido o dinheiro de Tayara. Nove mulheres o acusavam de ter cometido "estelionato sentimental" e de ter feito empréstimos com elas, que somados chegam a R$ 1,6 milhão.

A armadilha

Caio, que era investigado em São Paulo em pelo menos cinco casos, j√° tinha sido condenado por estelionato em 2019, mas a pena foi convertida para prestação de serviços comunit√°rios, que ele nunca cumpriu.

Assim que viu a reportagem, Tayara entrou em contato com algumas mulheres que j√° estavam organizando um grupo para acompanhar os passos dele e denunciar o estelionat√°rio.

Como Caio continuava usando o cartão de crédito de uma delas, foi possível saber em que cidade ele estava. O grupo de mulheres descobriu quando Caio reabriu suas contas em redes sociais e em um aplicativo de relacionamentos.

Elas criaram uma armadilha. Tayara, então, montou um perfil falso em um aplicativo para atrair o estelionat√°rio. O grupo de mulheres acompanhava cada troca de mensagens.

"A gente foi conversando com ele no WhatsApp até conseguir o mandado de prisão. Aí quando saiu o mandado de prisão, eu marquei um encontro com ele", revelou Tayara.

No dia 22 de março, em vez de encontrar a personagem criada por Tayara num restaurante do Rio, Caio encontrou a polícia.

Comunicar erro
cosmetic shop

Coment√°rios

JHP