JHP2

Ônibus atropela fiéis em procissão matando 5 e ferindo 27

Por Daniel Alves em 01/04/2024 às 13:27:35

Acidente Fatal

O motorista do micro-ônibus que atropelou fiéis durante uma procissão no domingo de Páscoa (31) prestou depoimento na manhã desta segunda-feira (1º) na Delegacia de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. O condutor do veículo tinha fugido do local do acidente, que deixou cinco mortos e 27 feridos.

O nome dele não foi divulgado. A prefeitura de Jaboatão dos Guararapes informou que o motorista também é o permissionário do veículo, que funciona como transporte complementar e tem a autorização do município para circular na cidade.

O atropelamento aconteceu na tarde do domingo, na Avenida Barreto de Menezes, em um trecho conhecido como "ladeira da Adelaide", pois fica perto da Escola de Referência em Ensino Médio Adelaide Pessoa Câmara. O micro-ônibus fazia a linha 118 – Marcos Freire/Barra de Jangada e levava passageiros no momento do acidente, mas nenhum deles se feriu.Imagens recebidas pela reportagem mostram o momento em que o micro-ônibus desce a ladeira desgovernado e atropela vários participantes da caminhada Cristo Vive, realizada pela Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, causando correria entre os outros fiéis.

Por telefone, a secretária de Serviço Social de Jaboatão dos Guararapes, Maria Jacinta da Silva, afirmou que faltou freio ao micro-ônibus durante o percurso. A prefeitura decretou luto oficial de três dias.

À reportagem, o secretário executivo de Ordem Pública e Controle Urbano de Jaboatão dos Guararapes, Carlos Sá, disse que o micro-ônibus tinha passado por uma manutenção e estava com a licença renovada após uma perícia junto à prefeitura, feita há cinco meses.

"Foi exigida uma série de documentos do veículo, do permissionário, das pessoas envolvidas na condução do veículo, documentações pessoais e documentações técnicas. Inclusive nós temos um laudo que é reconhecido pelo Inmetro [Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia] das condições de regularidade do ônibus para que ele possa rodar", disse.

Carlos Sá explicou que apenas veículos com essa autorização dada pela prefeitura podem fazer o transporte de passageiros nas linhas complementares.

"Nossa vistoria exige uma apresentação de um laudo técnico reconhecido pelo Inmetro e fazemos a observação dos itens de segurança, condições de pneus, de pisca, de alerta, existência de equipamentos de uso obrigatório", afirmou.

Ainda segundo o secretário executivo, após o atropelamento, a autorização do veículo foi recolhida pela prefeitura e seguirá suspensa durante a apuração dos fatos.Vítimas

Quatro mortes foram confirmadas no local do acidente, e o quinto óbito foi confirmado pela prefeitura de Jaboatão por volta das 23h do domingo (31). Era uma mulher que estava internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Lagoa Encantada, no bairro da Cohab, na Zona Sul do Recife.

As mortes confirmadas pela prefeitura de Jaboatão dos Guararapes e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram de:

Um idoso de 75 anos, que não resistiu aos ferimentos durante o atendimento;
Um homem de 51 anos, que faleceu também durante o atendimento dos socorristas;
Três mulheres de 51, 53 e 66 anos: duas delas morreram antes de receber atendimento, e uma faleceu na UPA.
Segundo a prefeitura, das outras 27 pessoas socorridas, uma teve alta e 26 estão internadas nas seguintes unidades de saúde:

Nove no Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife;
Sete no Hospital Dom Hélder, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife;
Uma no Hospital Otávio de Freitas, em Tejipió, na Zona Oeste do Recife;
Seis na UPA da Imbiribeira, na Zona Sul da capital pernambucana;
Dois na UPA do Ibura, também na Zona Sul da cidade;
Uma em hospital particular não informado.
Os nomes e as idades dos feridos, assim como informações sobre o estado de saúde dos pacientes, não foram divulgados até a última atualização desta reportagem.

Comunicar erro
cosmetic shop

Comentários

JHP