JHP2

Homem é preso suspeito de matar e enterrar corpo de esteticista; filho do casal foi apreendido

Por Daniel Alves em 25/05/2024 às 05:19:34

Michele de Abreu Oliveira foi encontrada morta sob piso da própria casa

Adolescente também é investigado por suposto envolvimento. Corpo de Michele de Abreu Oliveira, 42 anos, foi encontrado com sinais de violência na própria residência em Palhoça.

O companheiro da esteticista Michele de Abreu Oliveira, de 42 anos, foi preso nesta sexta-feira (24) suspeito de matar e enterrar a mulher sob o piso da própria casa em Palhoça, na Grande Florianópolis. Segundo a Polícia Civil, o filho adolescente do casal também foi apreendido.

O corpo foi encontrado com sinais de violência no primeiro andar da residência na quarta-feira (22). A identidade dela só foi confirmada no dia seguinte. Desde então, a polícia procurava pelos dois.

O homem foi preso em São José, também na Grande Florianópolis, enquanto o adolescente foi localizado em Palhoça e levado ao sistema socioeducativo.

Conforme a Polícia Civil, novos detalhes da investigação serão divulgados em coletiva e imprensa na segunda-feira (27).

Medida protetiva

A esteticista chegou a pedir pelo menos duas medidas protetivas contra o companheiro, que foram concedidas pela Justiça, segundo a Polícia Civil.

Conforme a delegada Gisele de Faria Jerônimo, da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami), a primeira solicitação foi deferida em 2021. Já a segunda entrou em vigor em abril deste ano.

"Essa última, de 2024, a notícia foi de lesão corporal. Teve denúncia de agressão. Nessa ocasião, gerou uma prisão em flagrante", comentou.

O homem foi solto na sequência, e a vítima revogou o pedido.

A reportagem pediu mais detalhes sobre os pedidos ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), mas não teve retorno até a última atualização do texto.

Familiares disseram que ela tinha uma relação conflituosa com o companheiro. Segundo a Polícia Civil, os três moravam juntos. Inclusive, alguns familiares disseram em depoimento que a vítima e o companheiro já estavam separados, enquanto outros afirmaram que o casal estava junto.

Desaparecimento

Familiares registraram um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de Michele em 17 de maio, mas, segundo a delegada, ela não dava notícias à família desde o início daquela semana, por volta do dia 13.

"A gente precisava partir a investigação de algum lugar. Como as informações que chegaram à polícia foi de que ela fez contato pela última vez da casa, começamos as buscas por ali", explica Gisele.

A vizinhança contou aos investigadores que eles foram vistos pela última vez no local no dia 17, mesmo dia em que o boletim de ocorrência foi registrado.

Despedida

O corpo de Michele foi sepultado na tarde desta sexta-feira, em Araranguá, no Sul de Santa Catarina, segundo comunicado da funerária Santa Terezinha.

Conforme Myah Trentin, que se definia como melhor amiga de Michele, diz que a vítima atuava como esteticista, mas há havia trabalhado como corretora e cuidadora.

Comunicar erro
cosmetic shop

Comentários

JHP