JHP2

Mulher é presa suspeita de encomendar morte de marido e dizer a executores que 'fingiria tristeza' após crime, diz polícia

Por Daniel Alves em 22/06/2024 às 06:24:18

Edinei da Maia foi encontrado morto enterrado, com as mãos amarradas, quatro meses após desaparecer.

Uma mulher foi presa ontem, sexta-feira (21), suspeita de encomendar a morte do marido, o empres√°rio Edinei da Maia, encontrado sem vida em uma √°rea de mata em Canelinha, na Grande Florianópolis, h√° uma semana, informou a Pol√≠cia Civil.

Segundo o delegado Alex Bonfim, a mulher chegou a enviar um √°udio para os executores, tr√™s dias antes do crime, dizendo que' fingiria tristeza' após o assassinato.

Além dela, outros quatro suspeitos foram presos temporariamente nesta sexta-feira. Desde o in√≠cio da operação "Vi√ļva Negra", nove pessoas foram detidas e 13 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

O homem foi achado morto, com as mãos amarradas, em uma região conhecida como Serra do Moura, na sexta-feira passada (14).

Dono de uma marmoraria em Brusque, no Vale do Itaja√≠, ele estava desaparecido desde 22 de fevereiro, quando havia saido para fazer um orçamento a um suposto cliente.

Investigação

Durante esses quatro meses, as investigações focaram em descobrir onde estava o ve√≠culo de Edinei, que foi localizado em Palhoça, na Grande Florianópolis, e em quem teria envolvimento com o caso.

Na primeira fase da investigação, duas pessoas foram presas temporariamente em São José, na mesma região, e em Indaial, no Vale do Itaja√≠. Eles teriam participado diretamente no homic√≠dio do homem.

Também houve cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão nessas cidades, além de Palhoça e Blumenau.

Com o avanço das apurações, mais duas pessoas foram presas de forma tempor√°ria em Blumenau e Angelina, na Grande Florianópolis. Também foram cumpridos outros dois mandados de busca e apreensão em Botuver√°.


Comunicar erro
cosmetic shop

Coment√°rios

JHP